RELEASES

Startup do agro anuncia expansão com abertura de franquias em Santa Catarina e no Paraná

Lançada há seis meses, criadores da plataforma Campear projetam novas parcerias com franquias e lojas online em 15 estados, nos próximos meses

 

Primeira plataforma de marketplace para o agro brasileiro com rede própria de franquias, a Campear desembarca em dois importantes polos agropecuários do Sul do país. A comercialização, via internet, que funciona como uma grande vitrine de compra e venda, é acessível a fabricantes, comerciantes, prestadores de serviços e agricultores, exporem seus produtos e serviços. Entre as mais de 25 categorias, há opções de insumos, equipamentos, maquinário, animais e imóveis, entre outras. Inicialmente, a possibilidade é de venda direta entre vendedor e comprador, sem intermediários, com negociações transparentes e em um ambiente seguro.

 

Um dos diferenciais da Campear são os franqueados, que representam a plataforma na sua região de atuação. Profissionais de diferentes áreas do agronegócio que estão em contato direto com produtores rurais e empresas, prestando assistência, humanizando o atendimento e fazendo com que o usuário se sinta mais seguro. Essas ações acabam por auxiliar a inclusão digital dos usuários. A plataforma funciona como uma grande vitrine de compra e venda, aberta a todos os elos da cadeia do agronegócio acessando pelo link https://campear.com  

 

Na Serra catarinense, os comerciantes Kelli Antunes Coelho e Robson Ghisolfi são os mais novos franqueados da Campear, com atuação nos municípios da região de Lages, São Joaquim, Curitibanos, Otacílio Costa, Bom Retiro e arredores, que se destacam na produção agrícola e na pecuária. Tradicionais comerciantes de máquinas, peças e implementos agrícolas em Campo Belo do Sul (SC), o casal está animado com o novo desafio. “Se um produtor nos procura para uma máquina que não temos na nossa loja, podemos indicar a plataforma e ajudá-lo a encontrar, auxiliamos tanto quem quer vender quanto quem quer comprar. Como franqueados, vamos ainda levar o nome da Campear para outras empresas, como revendas e indústrias, para que também coloquem uma loja na plataforma, assim como estamos fazendo com a nossa loja física, a Robinho Máquinas.

A loja virtual a que Kelli se refere é o e-commerce da Campear, onde é possível empresas e produtores rurais terem uma filial on-line, oficial, com todos os produtos disponíveis para anúncio ou venda. Estamos em busca de potenciais novos clientes e vamos ampliar cada vez mais esse ramo” afirma a empreendedora. O marido, Robson, vai unir o trabalho na Campear às atividades de representante comercial, o que possibilitará visitas presenciais. “Se o usuário estiver em outra cidade, por exemplo, podemos fazer uma visita, conferir as condições de um produto ou equipamento, tirar uma foto. Somos o meio de campo entre o produtor e a plataforma. Nossa expectativa é a melhor possível”, resume ele.

 

A outra parceria que está iniciando vai atender o Oeste paranaense, que tem a economia baseada na agropecuária, especialmente as culturas de soja, milho, trigo e na criação de aves, suínos e bovinos leiteiros e de corte. Só em Cascavel, o maior município da região, são mais de quatro mil estabelecimentos agropecuários em atividade. O nome do mais novo franqueado será anunciado em breve. Desde o lançamento da plataforma, em setembro de 2020, a rede já conta com franqueados que abrangem mais de 350 cidades, atuando diretamente no campo com produtores e empresas. O objetivo da Campear é alcançar todo o território nacional até o final do ano.

“O usuário pode comparar preços, analisar novos produtos e oferecer a própria produção. Nós apresentamos as ofertas e conectamos as partes interessadas, mas a relação de venda será entre o comprador e o vendedor. Deixamos o vendedor em evidência, sem escondê-lo como acontece em outras plataformas”, explica Esequiel Ransolin, sócio e um dos fundadores da Campear. “Todo fabricante, comerciante, prestador de serviços ou agricultor familiar tem liberdade para expor seus produtos e serviços”, reitera Ransolin.

 

Sobre a Campear:

O projeto da startup começou a tomar forma em 2019 e, logo depois, o CEO da Campear, Jean Fuchs embarcou para o Vale do Silício, na Califórnia, Estados Unidos, já levando a ideia para validação e refinamento. O negócio foi concebido totalmente com recursos próprios dos sócios, sem capital externo até o momento. “O desenvolvimento foi todo com tecnologia própria, altamente sofisticada e segura. Nós começamos do zero, foram várias pesquisas e análises antes da plataforma tomar forma, com foco na facilidade de manuseio e na simplicidade de conseguir se relacionar e fazer negócios”, revela Fuchs. 

A startup tem sede no Tecnovates, parque tecnológico da Univates em Lajeado, um dos mais importantes polos de tecnologia e inovação do Rio Grande do Sul. A plataforma funciona como uma grande vitrine de compra e venda, aberta a todos os elos da cadeia do agronegócio, acessível pelo link https://campear.com

 

 

 

 

Texto: AgroUrbano Comunicação   

Foto: Campear / Divulgação  

Fone/Whats: (51) 99165 0244   

www.agrourbano.com.br   

www.facebook.com/AgrourbanoComunicacao   

Instagram: @agrourbano_comunicacao 

 

 

Últimos Releases

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.