RELEASES

EXPOINTER: De origem australiana, raça Murray Grey estreia na feira

Com marmoreio diferenciado, carne macia e suculenta, raça compete no disputado mercado de carnes premium

 

A raça de gado de corte Murray Grey estará presente, pela primeira vez, na Expointer. Os nove animais inscritos são oriundos da Cabanha Guarita e Cabanha Missioneira, ambas de Palmeira das Missões (RS), no Noroeste gaúcho.

Os animais rústicos, precoces, dóceis e de fácil manejo são de origem australiana, resultado do cruzamento de touro Aberdeen Angus com fêmea White Shorthorn. Visualmente, a raça se destaca por sua pelagem cinza-prateada e por ser naturalmente mocha. As fêmeas têm facilidade de parto e são ótimas criadoras, resultando em uma alta porcentagem de desmame e bezerros mais pesados.

Os primeiros exemplares P.O. Murray Grey foram trazidos ao Brasil em 2013, pelo pecuarista Luiz Carlos Ardenghy Sobrinho. “Eu acredito na raça por tudo que vi na Argentina, que é um grande produtor, e importei para o Brasil. Temos um grande potencial para trabalhar com ela, não só aqui no Sul mas, principalmente, no Centro-Oeste e Norte do país. É uma raça com genética melhorada que veio para ficar e agregar qualidade à carne brasileira”, destaca Ardenghy, proprietário da Cabanha Guarita e primeiro presidente da Associação Brasileira de Murray Grey e Greyman (ABMGG), formada em 2020. O dirigente vê a Expointer como uma vitrine perfeita para tornar a raça mais conhecida no país.

Julgamento

O julgamento da raça Murray Grey na 44a Expointer será no dia 7 de setembro, terça-feira, a partir das 16 horas, na pista 6. O jurado escolhido é o técnico da raça e tradicional criador Flávio Montenegro Alves, também integrante do Conselho Técnico da Associação Nacional de Criadores Herd-Book Collares (ANC), onde o Murray Grey é registrado.

As avaliações de animais, organizados por idade, estão entre as principais atividades das exposições agropecuárias. O jurado confere, por exemplo, se as características de cada exemplar estão de acordo com os padrões da raça buscados, no momento, para a finalidade do animal – no caso Murray Grey, aptidão para carne. A partir dessas considerações, são escolhidos os campeões de cada categoria e, ao final, os grandes campeões da raça.

Carne premium 

O padrão racial e o biotipo funcional do Murray Grey ajudam a estabelecer uma boa adaptação da raça, com ótima conversão alimentar nos diferentes sistemas de alimentação. A qualidade do produto final, com carne macia e marmoreio diferenciado, é um estímulo aos criadores, que entram na disputa pelo cobiçado consumidor de carnes especiais. “A proposta é fomentar o mercado de carnes nobres em cima da raça, além de oportunizar a troca de informações, conhecimentos e práticas com criadores de países do Mercosul, EUA, Canadá, Austrália, entre outros”, detalha o presidente da ABMGG.

Sintética Greyman

O cruzamento de Murray Grey com zebuínos, como Brahman ou Nelore, forma a raça sintética Greyman, que também surgiu na Austrália e hoje está espalhada por diversos países. No Brasil, atualmente, as raças Murray Grey e Greyman já contam com criadores de em Mato Grosso do Sul e São Paulo, além do Rio Grande do Sul.





 

Texto: AgroUrbano Comunicação
Foto: ABMGG
Fone/Whats: (51) 99165 0244
www.agrourbano.com.br
www.facebook.com/AgrourbanoComunicacao

Últimos Releases

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.