RELEASES

Tecnologia de controle e automação dos cultivos aumenta a produtividade e reduz impacto ambiental na produção de alimentos

Sistema de sensoriamento de agtech gaúcha oferece soluções que se enquadram na tendência mundial de colher mais, em espaços menores e sem danos ao planeta

 

A realidade no campo vem mudando de forma cada vez mais acelerada. A digitalização do agro, com a utilização de ferramentas de agricultura de precisão e a constante evolução tecnológica, estão levando o setor ao que alguns especialistas chamam de ‘agricultura 5.0’. A ideia é reunir tudo o que essa nova fase do agronegócio oferece, para alcançar maior produtividade. Mas o setor desperta, também, para a necessidade de reduzir os impactos no meio ambiente – e colaborar com ele.
A alta tecnologia, aliada às informações e dados precisos, faz todo o diferencial na obtenção de condições ideais para o crescimento das plantas, com garantia de bons resultados, economia de gastos e sustentabilidade. “Qualidade e produtividade estão, cada vez mais, ligadas a um ambiente que o produtor rural consiga controlar”, acredita Fernando Rauber Albé, produtor rural e Líder de Agrotecnologia da Elysios Agricultura Inteligente, uma agtech (startup do agro) que desenvolve ferramentas de inteligência agrícola. “A tecnologia é um fator importante de transformação no campo, mas entendemos que ela precisa ser de fácil uso, robusta e acessível”, explica.

Entre as soluções oferecidas pela Elysios, a plataforma digital Demetra faz um acompanhamento e possibilita o controle no cultivo de frutas e hortaliças, por meio de um aplicativo no smartphone. Ao registrar as atividades do dia a dia, de maneira fácil e prática, o produtor está contribuindo para a formação de relatórios com informações.
A partir dessas informações, o produtor e seu técnico tomarão decisão, baseados em dados e fatos, não mais apenas na intuição do produtor. Além de facilitar a rotina e o planejamento da produção, como consequência consegue atender às normas de rastreabilidade exigidas, com informações referentes à origem e produção do alimento.


Outras tecnologias que também fazem a diferença em uma propriedade são o Sensoriamento e a Automação, que podem ser aplicados tanto em cultivos protegidos, como estufas, quanto em pomares e lavouras em campo aberto. Os sensores, posicionados em locais estratégicos, fazem a leitura precisa e armazenam centenas de dados como temperatura e umidade do ar, umidade e nutrientes do solo, radiação solar, pluviometria e molhamento foliar. “O sistema é um pacote tecnológico que fornece dados precisos sobre cada talhão cultivado. A partir dessas informações, produtor e técnico podem optar pela melhor tomada de decisões. Ao entender o ambiente, fica mais fácil manter as plantas saudáveis e resistentes, conseguindo prevenir doenças e pragas e aumentando a produtividade”, explica Fernando. “O sistema de comunicação integrada em rede, sem fio, proporciona a possibilidade de controlar tudo, através de um aplicativo, que foi desenvolvido a partir da realidade e das necessidades reais dos produtores”, complementa.

Neto de agricultor, Fernando aplica os conhecimentos em cultivo ecológico e sustentável na Ecofruto, em Taquara (RS), a 80 quilômetros de Porto Alegre. A estufa da propriedade atua como um campo experimental das melhores tecnologias e sistemas de cultivo da Elysios. O cultivo hidropônico de tomates vem obtendo ótimos resultados, como ocorre com a variedade Sicília, que tem como característica o alto nível de doçura. O Brix, índice de açúcares que conferem sabor aos produtos, atinge a máxima de 10 graus nos tomates Sicília. Na Ecofruto, já na primeira safra o índice obtido foi de 12 graus Brix, através de irrigação por gotejamento e sem a utilização de qualquer tipo de defensivo químico. “Os sensores captam e armazenam os dados dos diversos microclimas dentro da estufa, isso determina, por exemplo, a quantidade de água e nutrientes necessários, para irrigação, em cada ponto do ambiente. O conhecimento dessas variáveis levam a um sistema de controle e gestão mais eficientes, aliados a práticas sustentáveis de cultivo. É por isso que os sensores são uma ferramenta tecnológica necessária para atingir melhores safras”, afirma. Na estufa da Ecofruto, também são desenvolvidas pesquisas sobre outras culturas, que buscam melhores soluções para os produtores rurais e o mercado.

Voltadas para a agricultura familiar e cooperativas, as tecnologias produzidas pela Elysios estão alinhadas com as boas praticas agrícolas e preservação de recursos naturais. “A produção de alimentos é um grande consumidor de recursos naturais, como água e uso do solo. Os sistemas alimentares – que envolvem a produção do alimento, o preparo, o consumo e até o desperdício - também são emissores de gás de efeito estufa. Com nossas atitudes, também estamos cumprindo parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), um plano de ação global elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU) que pretende eliminar a pobreza extrema e a fome, oferecer educação de qualidade, proteger o planeta e promover a inclusão, até 2030. Buscando também atingir esses objetivos da ONU, a Elysios tem como propósito ajudar o agricultor a produzir com mais rentabilidade e qualidade, garantindo ao consumidor um produto SEGURO e SUSTENTÁVEL”, finaliza.

 

 

Texto: AgroUrbano Comunicação
Foto: Elysios
Fone/Whats: (51) 99165 0244
www.agrourbano.com.br
www.facebook.com/AgrourbanoComunicacao

Últimos Releases

Preencha seus dados

Preencha corretamente que entraremos em contato o mais breve possível.